Redação

(Foto: Leopoldo Castro/Panan Filmes)

Vitor Pirralho & Unidade se unem a Ney Matogrosso em clipe sobre cultura indígena no Brasil

Rapper alagoano se prepara para o lançamento de seu terceiro disco

Postado em 15/01/2019 por

Em 2019, a questão indígena entrou em pauta mais uma vez no nosso país com o desejo do governo em passar a demarcação de terras indígenas para o Ministério da Agricultura. Os índios continuam sua luta para que o trabalho fique com a Fundação Nacional do Índio (Funai). Tratar do tema se transformou numa coisa urgente e o novo clipe do rapper alagoano, Vitor Pirralho chega em boa hora.

“Rumos e Rumores” é a canção escolhida para dar o start no lançamento de seu terceiro disco A invenção é a mãe das necessidades e conta com a participação especial do grande cantor Ney Matogrosso. A questão indígena não é novidade para Vitor Pirralho & Unidade. O disco anterior Pau-Brasil (2009) foi desenhado sob o olhar dos índios.

“Essa é uma discussão perene no Brasil e na América Latina como um todo. Eu tenho muito interesse pela causa, que nos remete direto à situação de país colonizado, é uma questão identitária mesmo. E como eu tenho como mastro poético de minhas composições o Oswald de Andrade, poeta modernista que tão bem trouxe às artes brasileiras o conceito de Antropofagia cultural, que resgata o primitivismo, a cultura indígena e como ela foi sufocada e catequizada, eu sempre discuti esse tema em minhas composições. Muitos antes de mim já levantaram artisticamente essa questão, talvez a minha contribuição seja aproximar o rap dessa discussão”, conta Pirralho.

O clipe coloca a narrativa em imagens e traz a fusão do passado com o futuro. Nele, Ney Matogrosso faz o papel de um pajé que recebe informações do futuro e vê que há muita luta para o povo indígena nos próximos anos. O mensageiro do futuro que coloca em uma garrafa um pen drive com todas essas informações também é visto como um subversivo e sofre as consequências de seu ato quando descoberto.

“É o apocalipse da era digital-virtual-tecnológica. Eu tinha uma imagem-conceito em minha cabeça para este disco, um pen drive dentro de uma garrafa (em alusão a pergaminhos que eram lançados com alguma mensagem pelos navegantes) com uma mensagem do presente/futuro – de forma tecnológica, tendo o pen drive como representação disso – para alguém ainda no passado, que até então não presenciara a colonização. Um cruzamento de dois tempos: a era pré-colonial e a era contemporânea – uma espécie de “de volta para o futuro”. Para tanto, retomei conceitos distópicos previstos pela literatura, como no livro 1984, de George Orwell, e também fatos históricos como As Grandes Navegações e toda colonização. Linkando assim à colonização tecnológica que a humanidade vive hoje”, explica Pirralho

“Rumos e Rumores” também é entrecortado de imagens e palavras de ordem que foram usadas pela população nos últimos anos exaltando a importância desses movimentos. A única palavra que talvez não seja conhecida do público em geral é “tortura 101”, uma alusão ao quarto 101, usado na já citada obra de George Orwell, onde o Ministério do Amor torturava os cidadãos indesejados ao estado totalitário representado do livro.

O clipe tem direção e direção de fotografia de Henrique Oliveira (Panan Filmes), roteiro assinado por Henrique, Vitor Pirralho e Raphael Barbosa e conta com os dançarinos Leide Serafim Olodum, Tamylka Viana, Tiago Sutério, Leonardo Doullennerr, José Marcos (Topete).

Assista:

A cantora e compositora Yasmin Santos. Foto: Divulgação / Sony Music

Yasmin Santos, revelação do ‘feminejo’, lança EP exclusivo com quatro sucessos

Encabeçado pelo hit ‘Saudade Nível Hard’, trabalho traz releituras de ‘Príncipe Encantado’, ‘A Gente dá Risada’ e ‘Se Quiser Melhorar’

Postado em 10/01/2019 por

Como antecipamos em matéria divulgada em novembro último, 2018 foi mesmo o ano do sertanejo. Em novo ciclo de grande êxito comercial, o gênero mais popular do Brasil seguiu também a tendência de protagonismo feminino que, nos últimos anos, colocou no topo das paradas de sucessos artistas como Marília Mendonça, Maiara e Maraisa, Simone e Simaria e Thayná Bitencourt.

A nova aposta do ‘feminejo’, como o movimento de empoderamento feminino no universo sertanejo da música tem sido chamado por suas próprias representantes, ao que tudo indica, atende pelo nome artísticoYasmin Santos.

Tão jovem quanto Thayná, a cantora e compositora de 20 anos vem, no entanto, de uma cidade milhares de quilômetros distante do epicentro goiano que tantos talentos do sertanejo tem revelado. Yasmin Santos é do  Guarujá, cidade do litoral sul paulista. Em 2018, além do sucesso Pronta Pra Trair, a jovem artista emplacou hit ainda mais estrondoso, Saudade Nível Hard, atualmente com quase 28 milhões de views no YouTube.

Para os fãs da artista, uma boa nova vem à tona logo nos primeiros dias de 2019: em parceria com o Deezer Next, programa da plataforma de streaming que dá suporte a novos talentos da música espalhados ao redor do mundo, Yasmin Santos acaba de lançar um EP com releituras exclusivas de quatro sucessos: a já citada Saudade Nível Hard, Príncipe Encantado, A Gente dá Risada e Se Quiser Melhorar.

Com apenas três anos de carreira profissional, Yasmin Santos já assinou contrato com a Sony Music Brasil, foi convidada para abrir shows de duplas consagradas, como Henrique e Juliano e Simone e Simaria, além de participar de um show do Raça Negra e ter emplacado uma releitura de Saudade Nível Hard por ninguém menos que Wesley Safadão. Ao que tudo indica, 2019 promete ser um ano e tanto para a jovem artista. Ouça o EP exclusivo de Yasmin Santos para o Deezer Next aqui.

MAIS
Se você curte sertanejo, não pode deixar de conferir nossa retrospectiva com os melhores shows do gênero no Estúdio Showlivre e no programa Villa Country Showlivre em 2018. A lista inclui, entre outros, Matogrosso & Mathias, além de novos talentos, como Thayná Bittencourt, Bruninho & Davi e Gustavo Mioto. Confira!

Veja Yasmin Santos apresentar o sucesso Saudade Nível Hard no Deezer

A cantora e compositora Mariana Aydar, um dos destaques da MPB no Showlivre em 2018. Foto: Aline Oliveira / Showlivre

Retrospectiva: 10 talentos da MPB que foram destaque no Estúdio Showlivre em 2018

Seleção reúne, entre outros, artistas consagrados, como Mariana Aydar, um duo transnacional, Coelho & Ridnell, e uma das grandes revelações do ano, a cantora e compositora Bia Ferreira

Postado em 21/12/2018 por

Com o fim do ano chegando, é natural olharmos para trás e fazermos análises das conquistas e coisas boas que vivenciamos durante os 12 meses que se passaram.

No Showlivre.com, não poderia ser diferente. Em uma série temática de listas retrospectivas elaboradas por nossa redação, selecionamos os melhores shows que transmitimos em 2018, sempre com indicações de dez diferentes artistas.

Na lista a seguir, compilamos apresentações de grandes talentos da MPB que marcaram a temporada 2018 do Estúdio Showlivre.

Plural, a seleção reúne, entre outros, artistas consagrados, como Mariana Aydar, uma dupla transnacional, Coelho & Ridnell, formada por um brasileiro e um norte-americano e uma das grandes revelações do ano, a cantora e compositora Bia Ferreira, que se apresentou pela primeira vez na companhia de uma banda no Estúdio Showlivre. Confira!

Bia Ferreira

Mariana Aydar

Coelho & Ridnell

Fabriccio

Nina Oliveira

Guto Hueb

Melvin Santhana

Saulo Duarte

Adriana Cavalcanti

Boa Hora

 

Foto: Showlivre.com

Retrospectiva: 10 shows de samba e pagode que marcaram o Estúdio Showlivre em 2018

Lista reúne grupos consagrados, como Katinguelê e Os Travessos, e nomes em ascensão no gênero, como Intimistas e Sente o Clima Samba Clube

Postado em por

Com o fim do ano chegando, é natural olharmos para trás e fazermos análises das conquistas e coisas boas que vivenciamos durante os 12 meses que se passaram.

No Showlivre.com, não poderia ser diferente. Em uma série temática de listas retrospectivas elaborada por nossa redação, selecionamos os melhores shows que transmitimos em 2018, sempre com indicações de dez diferentes artistas.

Na lista a seguir, compilamos apresentações de artistas de samba e pagode que foram destaque na temporada 2018 do Estúdio Showlivre.

Plural, a seleção reúne, entre outros, grupos consagrados, como Katinguelê e Os Travessos, e nomes em ascensão, como Sente o Clima Samba Clube e Intimistas. Confira!

– Pra Valer

 

– Intimistas

 

– Ponto Markado

 

– Katinguelê

 

– Os Travessos

 

– Grupo Pegada Nobre

 

– Inovasamba

 

– Atitude Certa

 

– Kipegada

 

– Sente O Clima Samba Clube

 

A MC Lei Di Dia, conhecida como a “Rainha do Dancehall”, foi um dos destaques da música jamaicana no Showlivre em 2018. Foto: Pietá Rivas / Showlivre

Retrospectiva: 10 shows de reggae que marcaram o Estúdio Showlivre em 2018

Seleção reúne artistas consagrados como Planta & Raiz e Adão Negro, expoentes do reggae roots, como Nazireu Rupestre e Filosofia Reggae, além de vozes femininas do dancehall, como Miss Ivy e Lei Di Dai

Postado em por

Com o fim do ano chegando, é natural olharmos para trás e fazermos análises das conquistas e coisas boas que vivenciamos durante os 12 meses que se passaram.

No Showlivre.com, não poderia ser diferente. Em uma série temática de listas retrospectivas elaborada por nossa redação, selecionamos os melhores shows e live PAs que transmitimos em 2018, sempre com indicações de dez diferentes artistas.

Na lista a seguir, compilamos apresentações de artistas de reggae e outras vertentes da música jamaicana que marcaram a temporada 2018 do Estúdio Showlivre.

Plural, a seleção reúne, entre outros, artistas consagrados, como Planta & Raiz e Adão Negro, expoentes do reggae roots, como Nazireu Rupestre e Filosofia Reggae, além de vozes femininas do dancehall, as MCs Miss Ivy e a “Rainha” Lei Di Dai. Confira!

Planta & Raiz

Alma Livre

Nazireu Rupestre

Laylah Arruda

Adão Negro

Filosofia Reggae

Big Up

Jah Live

Miss Ivy

Lei Di Dai